Alimentos frios, quentes, doces e ácidos tendem a incomodar quem sofre com dentes sensíveis; conheça as causas do problema e descubra como voltar a sorrir após comer estes alimentos

A sensibilidade dentária costuma ser decorrente de hábitos que praticamos sem perceber
iStock
A sensibilidade dentária costuma ser decorrente de hábitos que praticamos sem perceber

A sensibilidade nos dentes atinge principalmente pessoas entre 20 e 50 anos. Quando não cuidada a tempo, ela pode prejudicar a saúde bucal e limitar o prazer de beber um bom café ou de tomar um sorvete com os filhos em um dia gostoso de verão. Para voltar a sorrir após comer os seus alimentos favoritos, confira as nossas dicas.

Leia também: Infográfico: supere sorrindo o seu medo de ir ao dentista

As causas para uma maior sensibilidade nos dentes são várias, conforme explica Nívio Fernandes Dias (CRO-SP: 43087), docente da disciplina de Dentística da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes): “Retrações gengivais com exposição da raiz do dente; escovação traumática promovendo o desgaste por abrasão da raiz; refluxo gastroesofágico; hábitos como bruxismo e apertamento dos dentes, que provocam a perda do esmalte também na região próximo à gengiva”.

O raio-x da sensibilidade nos dentes

O dente possui três camadas: esmalte, dentina e polpa onde se encontra as fibras nervosas. O desconforto ou sensibilidade acontece quando o esmalte sofre desgaste e expõe a dentina, uma camada rica em canais que se conectam à polpa do dente. Estímulos térmicos, por exemplo, ativam o nervo causando uma dor aguda e de curta duração.

Doces e alimentos ácidos podem aumentar a sensibilidade

Além dos tradicionais alimentos quentes e frios, os alimentos ácidos como frutas cítricas, vinagre, refrigerante, cerveja, café e até catchup podem sensibilizar os dentes. “Eles provocam comprovadamente uma erosão nos dentes, se consumidos com muita frequência”, explica Nívio.

Se os dentes estiverem com o esmalte desgastado pela cárie, ao comer doces, a pessoa pode sentir sensibilidade ao degusta-los, mesmo em pequenas quantidades.

Sensibilidade nos dentes tem cura

Segundo Nívio, existe sim cura para a sensibilidade nos dentes, mas isso vai depender de um diagnóstico preciso da origem do problema. O dentista poderá recomendar “o uso de substâncias dessensibilizante como cremes dentais ou géis de aplicação no consultório dentário, ou restaurações da área com a perda de estrutura até o ajuste da oclusão [mordida], entre outros”, observa Nívio.

Leia também: O óxido nitroso pode te fazer relaxar no dentista

A prevenção da sensibilidade é feita pela consulta de rotina com o dentista da sua confiança, a cada seis meses. Outra forma de minimizar o impacto desses alimentos é realizar a higienização bucal após o consumo – a dica é esperar entre 20 a 30 minutos para que a própria saliva possa iniciar o processo de reequilíbrio do pH da boca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.