O fio dental é o responsável por tirar a placa e o resto de alimentos entre os dentes e deixar o seu sorriso ainda mais bonito

Na hora de fazer a higiene bucal, o fio dental é como aquele ator super famoso que está aguardando para gravar uma única cena e fazer dela uma experiência inesquecível para a audiência, porém, nem sempre ele é convocado pelo diretor do filme. Se a escova e o creme dental são a dupla de protagonistas, o fio dental rouba alguns instantes preciosos em cena e dá o seu próprio show! Por isso, convoque-o sempre para valorizar o seu sorriso.

Leia também: Neste Dia Mundial da Gentileza, cultive sorrisos

Para evitar o mau hálito, é preciso usar fio dental e fazer a escovação três vezes por dia com creme dental com flúor
iStock
Para evitar o mau hálito, é preciso usar fio dental e fazer a escovação três vezes por dia com creme dental com flúor

Para tornar esse enredo mais claro, pedimos ao especialista em implantodontia Nelson Alfarano (CRO-RJ: 18163) para apresentar os nove motivos porque o fio dental é essencial para o seu sorriso:

1.    Limpa as áreas que a escova dentária não alcança;

2.    Remove a placa bacteriana entre os dentes;

3.    Remove restos de alimentos;

4.    Ajuda a evitar o mau-hálito;

5.    Evita a formação de tártaro;

6.    Evita a retração gengival;

7.    Evita a inflamação da gengiva, causando a gengivite;

8.    Evita cáries proximais, ou seja, entre um dente e outro;

9.    Evita doenças periodontais.

“O fio-dental é uma ferramenta importantíssima na higiene bucal. Ele deve ser usado antes da escovação, porque a escova de dente não consegue penetrar no espaço interdental pra fazer a remoção dos restos de alimento e da placa bacteriana, que fica instalada entre os dentes. O fio-dental faz essa função, e com isso, impede a formação de tártaro, a inflamação gengival e o mau-hálito”, explica. Nelson.

Leia também: Associação Brasileira da Halitose promove campanha anual contra o mau hálito

Para facilitar o uso do fio dental, é recomendável o auxílio de um espelho para que se possa observar os movimentos e dosar a força para remover os restos de alimentos, sem machucar a gengiva.

O jeito correto, segundo Nelson é: “causar um leve atrito entre a superfície do fio-dental com o dente, de forma a remover a placa bacteriana. Você desce um pouquinho até a entradinha do sulco gengival, sem forçar, para fazer a remoção da placa bacteriana e dos restos de alimentos”.

O ideal é o que o fio dental seja usado em todas as escovações, mas, se não for possível, use-o sempre na escovação antes de dormir – isso porque é o período em que temos menos salivação e também em que temos o maior intervalo entre uma higienização e outra.

Existem no mercado, atualmente, vários tipos de fio e fita dental. Há inclusive, opções com sabor. Ou seja, vai ser fácil encontrar um tipo que seja a sua cara.

Certo ou errado: o que é mito e o que é verdade na saúde bucal

Vale lembrar que quem ainda não pratica o uso do fio dental, pode notar algum sangramento das primeiras vezes: “Quando um paciente começa a utilizar o fio-dental, se ele não tiver o hábito, pode ter sangramento na gengiva, pela inabilidade em usar o fio-dental, ou pelo excesso de força ou até por inflamação prévia da gengiva. Procure um dentista para ele te orientar e usar o fio dental e ver se existe inflamação, recomenda Nelson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.