Alho e cebola podem causar mau hálito, feijão pode trazer surpresas desagradáveis, enquanto o salmão melhora a lubrificação

Já ouviu falar na dieta do amor? Pode parecer brincadeira, mas os alimentos influenciam sim desde o nosso bem-estar, passando pelo mau hálito  e até na disposição para encarar uma noite mais animada com o parceiro. 

Cebola em excesso pode causar mau hálito devido aos compostos odoríferos
Reprodução
Cebola em excesso pode causar mau hálito devido aos compostos odoríferos

Vale destacar que nenhum alimento precisa ser excluído da dieta, apenas devem ser comidos com moderação ou evitados naquelas ocasiões especiais, ok? Bem, como os considerados afrodisíacos não precisam estar presentes todos os dias. Todos eles são ricos em nutrientes - alguns inclusive são grandes amigos dos dentes - e devem fazer parte de uma alimentação balanceada.

Alimentos que cortam o clima do romance

Feijão: apesar de fazer parte do cardápio tradicional do brasileiro, é um alimento de difícil digestão que pode provocar gases e sensação de inchaço. Se você já observou essa tendência no seu organismo, vale evitar o alimento quando estiver planejando alguma ocasião especial. 

Alho e cebola: ambos são usados na maioria dos temperos, mas em excesso pode causar mau hálito devido aos compostos odoríferos, que são absorvidos pelo intestino, metabolizadas pelo fígado e liberados na corrente sanguínea.

Café: se o café te deixa ligado, ele também altera os níveis de glicose no sangue, o que pode ter impacto nas glândulas endócrinas, alterando os níveis de cortisol e desidroepiandrosterona (DHEA), o que pode afetar negativamente os níveis de testosterona. A testosterona atua no desejo sexual e também na capacidade de responder a esse desejo. Café em excesso também altera a coloração dos dentes  - assim, pegue leve com a bebida.

Café pode ter impacto nas glândulas endócrinas,o que pode afetar negativamente os níveis de testosterona
Reprodução Pinterest
Café pode ter impacto nas glândulas endócrinas,o que pode afetar negativamente os níveis de testosterona

Brócolis, couve-flor e couve de bruxelas: no organismo, eles têm feito similar ao do feijão. Assim, vale a pena evitá-lo antes de uma noitada com o parceiro, mas não o exclua do seu dia-a-dia. Eles ajudam a prevenir doenças cardíacas e favorece a saúde bucal por ser rico em cálcio e ferro , substâncias que combinadas ajudam a proteger o esmalte dos dentes.

Alimentos que estimulam a paixão

Pimenta, gengibre e canela: são alimentos termogênicos, ou seja, que elevam a temperatura do organismo. Eles aumentam a frequência cardíaca e atuam como estimulantes da sexualidade.

Frutas adocicadas: morango e framboesa figuram entre as frutas podem despertar o desejo, ajudando na liberação dos hormônios sexuais. O morango ainda tem a vantagem de ser uma uma fruta adstringente, ou seja, ela ajuda a remover restos de outros alimentos dos dentes, deixando-os naturalmente mais limpos.

Chocolate: ele atua liberando endorfina, substância responsável pelas sensações de bem-estar e prazer. Na fórmula da guloseima, também estão os flavonoides, substâncias antioxidantes que ajudam a dar um gás no desempenho sexual masculino. Não faltam motivos para o chocolate ser o doce preferido dos namorados desde a sua descoberta pelos europeus.

Chocolate atua liberando endorfina, substância responsável pelas sensações de bem-estar e prazer
iStock
Chocolate atua liberando endorfina, substância responsável pelas sensações de bem-estar e prazer

Salmão e sardinha: peixes ricos em ômega 3 são ligados à produção dos hormônios sexuais, além de ajudar na lubrificação feminina. Vale destacar que ambos os  peixes também são ricos em cálcio.

Os alimentos afrodisíacos influenciam sim, mas eles são apenas coadjuvantes da sua história de amor: o carinho e o afeto entre os parceiros são os principais ingredientes para uma noite inesquecível.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.