Alimentos doces e ácidos são os mais prejudiciais para os dentes

Por Aline Viana especial para o iG |

compartilhe

Tamanho do texto

Ajuste sua dieta e a higienização para preservar sua saúde bucal

Os dentistas são unânimes em cobrar que doces sejam consumidos com moderação, mas bebidas e alimentos ácidos também elevam o risco de aparecimento de cáries e inflamação na gengiva. Os especialistas ouvidos pela reportagem apontam quais cuidados básicos ajudam a manter sua boca saudável sem excluir os alimentos que gostamos tanto do dia a dia.

Bebidas e alimentos ácidos também elevam o risco de aparecimento de cáries e inflamação na gengiva. Foto: iStockEntenda quais são os cuidados básicos que ajudam a manter sua boca saudável sem excluir os alimentos que gostamos. Foto: ThinkstockOs alimentos açucarados geram um ácido durante sua ingestão. Estes ácidos alteram o pH da saliva e a boca fica mais ácida. Foto: iStockSe o dente fica muito tempo em contato com esses ácidos, ele começa a desmineralizar. Foto: iStockDe modo geral, o alimento doce e/ou ácido, deixam a superfície do esmalte instável. Foto: iStockAlém de elevar o risco de cáries, o acúmulo de restos de alimentos doces e ácidos na boca também pode elevar o risco para a inflamação de gengivas.. Foto: iStockO ideal é não ficar beliscando muito. É melhor comer uma única porção do doce do que várias ao longo do dia.. Foto: iStockO ideal é comer o doce logo após a refeição e depois não comer mais. Foto: iStockAlimentos e bebidas ácidos (refrigerantes, bebidas alcoólicas, sucos de frutas cítricas, sucos industrializados, vinagre) devem ser consumidos com moderação. Foto: iStockToda vez que a pessoa se alimentar com um alimento ácido, deve aguardar de trinta minutos a uma hora para fazer a escovação. Foto: iStockSe não for possível escovar os dentes após consumir esses alimentos, recomenda-se que a pessoa coma algo mais alcalino para ajudar a recuperar o pH normal da boca: maçã e leite puro são algumas alternativas . Foto: iStock

“Os alimentos açucarados geram um ácido durante sua ingestão. Alimentos que produzem ácidos alteram o pH [escala que mensura o nível de acidez, neutralidade ou alcalinidade das substâncias] da saliva e a boca fica mais ácida. A nossa boca não foi prepara para esse ambiente ácido. Se o dente fica muito tempo em contato com esses ácidos, ele começa a desmineralizar. Esse ambiente proporciona a formação de cáries e inflamação na gengiva”, explica Mirna Matoba (CRO-SP: 41 201), odontopediatra do Instituto Matoba.

 “De modo geral, o alimento doce ou ácido, ou alimentos doces e ácidos, deixam a superfície do esmalte instável, o que facilitam que ele seja corroído pelas cáries ou se desgaste”, concorda Renata Martins (CRO-SP: 102 411), ortodontista da Odontoclinic. Além de elevar o risco de cáries, o acúmulo de restos de alimentos doces e ácidos na boca também pode elevar o risco para a inflamação de gengivas.

Para minimizar os danos, sem abandonar de vez os doces, a dica é que eles sejam consumidos em menor quantidade e como sobremesa: “O ideal é não ficar beliscando muito. É melhor comer uma única porção do doce do que várias ao longo do dia. Trinta minutos é o tempo que a saliva precisa para recuperar o seu pH neutro. Se você comer um novo doce, volta a alterar o pH da saliva. Ou seja, o pH da saliva permanece ácido. Então a boca não se autorregula. O ideal é comer o doce logo após a refeição e depois não comer mais”, analisa Renata.

Alimentos e bebidas ácidos como refrigerantes, bebidas alcoólicas, sucos de frutas cítricas, sucos industrializados, vinagre e vinagre balsâmico devem ser consumidos com moderação. “Toda vez que a pessoa se alimentar com um alimento ácido, deve aguardar de trinta minutos a uma hora para fazer a escovação. Se não observamos esse intervalo, a desmineralização dos dentes ocorre de forma mais intensa ainda”, orienta Mirna.

Se não for possível escovar os dentes após consumir esses alimentos, Renata recomenda que a pessoa coma algo com perfil mais alcalino para ajudar a recuperar o pH normal da boca: “Comer uma maçã, cenoura ou um copo de leite puro são algumas alternativas – leite com achocolatado não adianta porque contem açúcar. A água não é tão boa quanto o leite, mas na falta dele já ajuda porque o pH da água não é básico e sim neutro, o que já melhora a acidez”.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas